TRADUÇAO / TRANSLATE / TRADUCCIÓN

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

06.- ACERCA DE DNA: DATA DE NASCIMENTO AVANÇADA


ANO
 9
06/11/1939
EDIÇÃO
 2949

Com preâmbulo à blogada de hoje, registro um ponto da agenda desta quinta: No Mestrado Profissional de Reabilitação e Inclusão do Centro Universitário Metodista do IPA, participo da banca de qualificação da proposta de dissertação Software online para qualificação profissional de professores que atuam na educação especial apresentada pela mestranda Marjorie Klich Nunes, juntamente com Profª Drª. Ana Cláudia Figueroa (SEDUC/RS) com o orientador Prof. Dr. Jose Clovis de Azevedo.
O dia de hoje não é uma data qualquer (para mim). Há uma data que cada um de nós mais cita nas rotinas do cotidiano ou ao preencher documentos. A minha data é 06111939 ou 06NOV39. Em tempos mais recentes, esta data passou a ter um significado diferente. O meu 06NOV39 passou ser DNA, ou Data de Nascimento Avançada. Isso traz privilégios: não se paga ônibus urbano, se tem descontos nos intermunicipais, se é convidado a passar à frente nas filas. Claro que ao lado de bônus, temos ônus. Em função do DNA também se é descartado em algumas instituições. Já vivi isso. Também, já superei isso.
Mas 75 anos parece ser daqueles números jubilares que soam especiais. O número ecoa a triunfo. Só agora me dou conta disso. É diferente de 73 ou de 76 ou 57. Também não vou dizer que faço hoje três quarteis.
Uma das raras fotos
de minha infância,
 com cerca de 3 anos
Não tenho muitas evocações de meus aniversários; quando criança, não lembro nenhuma comemoração destes. Também da adolescência e da idade adulta recordo raras celebrações especiais. Destas a mais imponente foi aquela em que me fiz sessentinha. A Gelsa presenteou-me com uma memorável festa reunindo meus irmãos, sobrinhos, primos. Foi a última vez que minha mãe saiu da clínica geriátrica naquele 06NOV99,– já em condições muito precárias, vindo a falecer em 10SET01. Foi uma festa memorável. As flores recebidas ainda não tinham murchado e eu recebi um diagnóstico de um câncer, do qual, hoje, resta apenas uma evocação histórica.
alguns mais recentes a recordar. Tenho um registrado de maneira muito especial e parece precioso destacar. Foi uma homenagem de alunas e alunos do Mestrado Interinstitucional UNISINOS URI Santo Ângelo. Presentearam-me com uma cesta com vinho e bombons com uma placa com a seguinte inscrição: Professor Dr. Attico Chassot “Na arte de ensinar você foi um grande mestre; às vezes sonhador; às vezes pai encantador, sempre professor educador.” Nosso carinho e amizade. Alunos Mestrado Minter UNISINOS / URISAN 2007. De vez em vez olho esta placa. Ela faz síntese de muitos acarinhamentos que recebi nestes 54 anos de professor. Às vezes, parece que faço aniversário todos os dias, pois estou sempre ganhando presentes.
Mas o que é ter DNA? Não quero fazer minha defesa, na análise de minha situação pessoal. Agora, aos 75 anos, sou mais produtivo que quando tinha 50 anos e muito mais do que aos 30 anos. Certamente tenho menos força física hoje – não confundir com resistência – mas, meu fazer não se circunscreve a carregar livros, mas talvez, para produzi-los. Isso, depois que completei sessenta anos, fiz e faço mais que antes, até porque nesse 75 estreado hoje, sinto mais gana em produzir, até porque tenho muito mais experiência acumulada.
Lembro sempre de uma passagem muito conhecida de José Hernandez no Martim Fierro, o épico gauchesco onde se diz que: “O diabo tem mais de diabo por ser velho do que por ser diabo.” Chamamos isso de a voz da experiência. São sabidas nossas dificuldades em consultar um médico ou advogado mais jovem. Todavia, poucos aceitariam que uma pessoa, já mais anosa, viesse, por exemplo, viesse solucionar problemas em nosso computador.
Logo é muito bom, nesse 6 de novembro estar aqui com cada uma e cada um meus leitores agradecendo a companhia por estarem comigo já pela nona vez editando este blogue, nessa data.
Hoje é um dia lembrar com gratidão a muitos que estiveram em minha história em diferentes momentos nestes ¾ de século vividos. Afortunadamente, há muita garra em olhar para tempos, que são, ainda, futuro. É muito bom saber que há essa promessa.

9 comentários:

  1. Um felicíssimo níver, mestre!!!
    Seu presente é a gratidão que temos em sermos laureados, diariamente, com efusivos saberes.
    Aquele abraço, menino!!!

    ResponderExcluir
  2. Felicidades ao amigo que teve sabedoria para atravessar a longa jornada da vida. Talvez o mais reconfortante seja saber que ainda se faz a diferença.

    ResponderExcluir
  3. meu mestre !

    minhas felicitacoes especiais, especial para mim.mestre:.sempre nos brinda com leituras maravilhosos todas as manh as...com carinho
    Elzira

    ResponderExcluir
  4. Soneto-acróstico O mestre

    Ao DNA de vossa senhoria tiro chapéu
    Alguns poucos sãos assim produtivos
    Tão grande e importante é o seu papel,
    Trabalhar e ensinar são seus motivos.

    Impermisto mestre um tanto itinerante
    Como probo pastor conduz o rebanho
    Ousado em suas teses segue adiante
    Confiante que credibilidade é o ganho.

    Hoje cumpre seu jubileu de diamante
    Ativista e nos novos tempos antenado
    Sábio, por seu longo caminho brilhante.

    Sobre o que interessa, muito versado
    O que toca seu condão segue adiante
    Tornou-se o mestre hiper conceituado.

    ResponderExcluir
  5. Meu querido Attico, parabéns!

    Não é para qualquer um caminhar 75 anos e adquirir sabedoria equivalente à de milhares de vidas. Porque teus 75 não são apenas teus, mas encontram-se multiplicados em todas as vidas que você influenciou e influencia, nessa peregrinação da educação e ciência que se tornou teu cotidiano. Felicitações a esse viajante que dedica-nos mais do que o suor e simples palavras, mas une-nos em torno da esperança de um mundo melhor possível, permeado pela reflexão, senso crítico e respeito por todos.

    Parabéns, grande abraço!

    PAULO MARCELO

    ResponderExcluir
  6. Caro Attico

    Hoje é mais um daqueles dias nos quais a gente recorda a trajetória para agradecer por cada momento da vida. Momentos difíceis que contribuem com lições e momentos de vitórias que alimentam nosso espírito. Por isso quero fazer parte dessa celebração através do meu abraço especial por mais um aniversário do amigo e colega. Parabéns! Que seja um dia de fartas alegrias e de largas celebrações.

    Um forte abraço.

    Garin

    ResponderExcluir
  7. Meu querido amigo prof. Chassot:
    Pra começo de conversa, é um imenso prazer cumprimentá-lo no dia do seu natalicio, completando profícuos 75 anos de idade. Além disso, é uma grande alegria vê-lo como um padrão de resistência física e mental ao tempo, essa figura a respeito da qual dizia Machado de Assis: "nós matamos o tempo e ele nos enterra". Mas acrescento que, pelo que acompanho de sua movimentada e peregrina vida, se há alguma coisa que você não mata é o tempo, antes aproveita-o ao máximo. Nesse sentido amplio os meus parabéns, do aniversário à sua produtividade, criativa e concreta.
    Continuo acompanhando seu blogue em toda a madrugada. Desde ontem, em casa, estamos sen internet, motivo pelo qual justo hoje deixei de lê-lo e por isso lembrar de felicitá-lo. O que faço agora por ter vindo a uma reunião na UFPA e logo acessado a internet, essa nossa soberana maestra (releve o exagero).
    Fim de papo, renovo minhas melhores felicitações e acrescento o abraço apertado de um admirador e amigo.
    José Carneiro
    PS: É claro que, ao cair da tarde, sorverei umas cerpinhas em sua homenagem, juntamente com a Conceição.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pelo seus 75 aninhos, mestre. Este comentário é seu presente.
    Forte abraço.
    Luvander Vieira Farias

    ResponderExcluir