TRADUÇAO / TRANSLATE / TRADUCCIÓN

sábado, 6 de julho de 2013

06.-CRÔNICAS ESPARSAS

ANO
7
Livraria virtual em
WWW.PROFESSORCHASSOT.PRO.BR
EDIÇÃO
2494
Este blogue inaugurou julho com uma assamblage; na quarta-feira apresentou a sugestão de abandonarmos a Ilha da Fantasia; no ‘4 de julho’ se sugeriu ao Presidente estadunidense que ao invés de visitar o presídio onde esteve Mandela fosse ao calabouço de Guantánamo onde é carcereiro e ontem se justificou porque abominar ‘cafés coloniais’. Neste sábado se ressuscita as dicas de leitura sabatinas.
Houve tempo que este blogue, aos sábados, apresentava dica de leituras. A sugestão veio de um leitor: Marcos Vinicius Pacheco Bastos, um historiador que por um tempo mereceu o título mereceu o título de comentarista diário deste blogue. Durante centenas de sábados amealhou-se aqui centenas de resenhas de livros. Desde laureados com Nobel até autores de edições domésticas.
Com a deixada da periodicidade diária, centradas as edições semanais nas quintas-feiras, sem querer nisso homenagear os belicosos Júpiter e Thor, que nas línguas latinas e anglo-saxônicas protegem este dia, o sábado — e com eles os livros — por ora ficaram esquecidos aqui neste blogue.
Faço hoje uma edição extra para falar de um livro de autor que é muito próximo dos leitores desta página. Há um pouco mais de um mês recebi esta mensagem:
Pois é, acabo de lançar meu terceiro livro "Crônicas esparsas". Como os anteriores, trata-se de uma coletânea de textos curtos versando sobre os mais diversos assuntos. Não tenho intensão comercial com este lançamento, mas coloco-o a disposição dos leitores. Abraços e tenha um bom dia! E com este livro que se tece esta blogada sabatina.
LOPES, Jair Cordeiro. Crônicas Esparsas. Florianópolis: Comunicação, Estudos e Consultorias, 2013. 278 p. 145x210x20mm. ISBN978-85-66525-02-1

 O remetente desta simpática mensagem é Jair Cordeiro Lopes. Talvez alguns leitores não identifiquem o autor mesmo que traga a auto-apresentação que está na abertura do ‘Um blog que pensa’: “Casado com a mesma mulher há mais de trinta anos, dois filhos, evolucionista empedernido, alfabetizado, aeronauta, curioso, leitor compulsivo, beletrista diletante, sintético, cético, ético, estético, poético, eclético, peripatético, meio hermético, pouco fonético, às vezes profético, nunca frenético, gosto da natureza, história e arte”. Mas, se acrescentar que o poeta que mais de um ano encanta cada edição deste blogue com os cáusticos limeriques, todos identificarão o autor de “Crônicas esparsas”.
Jair, o polímata, faz uma passeada em temas muito variados e, para nossa satisfação, com grande competência. “Crônicas esparsas” constitui uma coletânea de textos já publicados em “Um blog que pensa”, mas que nem por isso deixa de ser um repositório multicultural e muito curioso. Ler este livro é passear pelo Universo observando com os olhos do escritor.
Leonel Teixeira Rodrigues, editor do blogue ‘O Asteroide’ que prefacia o livro diz “que temos uma coletânea de crônicas que pode ser lida de forma randômica, sem preocupação com sequência. Há textos para todos os gostos”. Já li e reli vários com deleite. Lamento não ter encontrado nem uma crônica sobre os limeriques onde o Jair tem rara expertise. Talvez o quarto livro em gestação, seja só com estes apreciados poemetos.
Há um tempo, embalo ideia semelhante a do Jair: selecionar algumas edições do meu blogue e fazer delas livro. Até já sonhei com um título: De mentefatos a artefatos. O Jair com competência já fez isso. Mesmo que já tivesse lido muito das crônicas no seu blogue, saboreá-las em suporte papel parece saber senti-las mais sumarentas.
Com votos de um bom sábado a cada uma e cada um. Adito uma recomendação: quem tiver interesse em Crônicas esparsas pode solicitar diretamente para o autor em oveque@hotmail.com O custo é R$ 30,00 mais despesas de envio. 

11 comentários:

  1. Na Grécia antiga se discutia a democracia nas ágoras, a população aumentou, outras formas de governo foram criadas e ficou impossível reunir o povo em um só lugar. A comunicação ficou mais difícil. Os tempos evoluíram, surgiu a internet. Esta nova ágora do século XXI propiciou que os formadores de opinião difundissem o seu pensamento e anunciassem suas obras. Sucesso ao poeta Jair em suas sendas culturais.

    abraços
    Antonio Jorge

    ResponderExcluir
  2. Limerique

    Era um grande mestre generoso
    Com imenso coração caloroso
    Acolheu o beletrista
    Como fosse artista
    Deu-lhe status de autor ditoso.

    ResponderExcluir
  3. Bonita postagem e homenagem ao Jair!
    Desejo muito sucesso de venda de seu livro 'CRÔNICAS ESPARSAS'.
    Não perco nenhuma das postagens no seu blog, de suas ótimas crônicas, sempre com textos muito interessantes e de uma escrita que nos leva com o mesmo interesse até o final.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. O Jair é mesmo um poeta do carilho, com seus trocadalhos inimagináveis nos surpreende a cada postagem. Meus cumprimentos, mestre Chassot, por compartilhar as escrituras desse imprevisível poeta e cronista. A partir dagora, também compartilho suas postagens, seguindo-o. Até mais páginas!

    ResponderExcluir
  5. Estimado Bloguista,
    quando alguém de escritura saborosa como Mestre Chassot referenda um texto, há algo lógico: “Crônicas esparsas” deve ser um livro sumarento.
    Curto os limeriques do Jair sempre oportunos e bem postos no tema de seus blogares.
    Com admiração à dupla Jair/Chassot
    Rui Sá Thomé

    ResponderExcluir
  6. Mestre Chassot,
    a fonte onde me abebero do Jair até hoje foi seu bloque.
    Seus limeriques são adereços que valorizam cada uma de suas edições.
    Hoje, graças á bem posta sabatina conheci mais dois blogues o do Jair e do Leonel.
    Um e outro tem sapiências que curto no seu.
    Cumprimentos muito especiais ao Jair dos Limeriques
    Laurus

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, Mestre!
    Grande satisfação em ver meu amigo Jair ser citado de forma tão auspiciosa no seu blog, que é indiscutivelmente, uma referência em cultura e sapiência!
    Meus cumprimentos ao Jair e ao seu "padrinho cultural", o Mestre Chassot!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  8. E assim surgiu, por dentre a Palmeira
    de Floripa, cidade tão faceira
    detrás de um bigode
    porque só ele pode
    escrever com graça, dessa maneira

    Minha homenagem ao querido amigo blogueiro Jair Lopes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Limerique

      Bondade sua amigo Cristiano
      A qual agradece este veterano
      Se construo algum verso
      E no lirismo estou imerso
      Dou graças a você mestre decano.

      Excluir
  9. Muito merecida essa homenagem e divulgação do livro do poeta Jair Lopes.Parabéns poeta. Sempre minha admiração. Abraços.

    ResponderExcluir