TRADUÇAO / TRANSLATE / TRADUCCIÓN

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

18.- ¿Quais as percepções de Ciência? BIS

Porto Alegre * Ano 5 # 1629

A terça-feira começa embalada com uma saborosa perspectiva: ao final da tarde a Gelsa e eu vamos a Estrela. Vamos visitar a Ana Lúcia e o Eduardo para curtir dois de nossos netos: Guilherme e Felipe, que ainda não vimos este ano. Avonar é sempre algo precioso.

Domingo, quando cheguei de Antônio Prado, recebi esta mensagem de doutora em paleontologia e autora do romance ‘Tempus fugit’ que já teve destaque numa dica de leitura: Querido prof. Chassot, estou saindo do Orkut nos próximos dias e não gostaria de fazer isso e, assim, perder contato com o senhor. Estou no Facebook, muito mais dinâmico, melhor e tudo de bom! Caso o senhor apareça por lá vai me encontrar. Não se esqueça de me adicionar! Caso não entre, me escreva de vez enquanto para meus e-mails senão morrerei de saudades do senhor! Adriana. Respondi, definindo-me por algo que pensava há mais tempo: Querida Adriana, na terça-feira feira dei uma entrevista a uma revista e referi o teu paleoKids [vale consultar www.adrianarossi.com] como um excelente artefato cultural. E agora uma novidade: inaugurei, na manhã desta segunda-feira, minhas férias entrando no Facebook, sugestionado por ti. Afagos do achassot.

Assim ontem, me dei “mais um brinquedinho internético” para inaugurar as férias: estou no Facebook. Já recebi dezenas de mensagens, algumas invasoras. Uma pessoa, sem que eu solicite insere em minha página sua parafernália. Tento ambientar-me, não sem dificuldades.

Como anunciei ontem, hoje e amanhã apresento a segunda e a terceira parte do trabalho de Fábio de Castro publicado na Agência FAPESP.

Os resultados mostraram que, para o público brasileiro, a ciência é mais interessante que temas populares como esportes. Do total dos entrevistados, 65% se dizem interessados e muito interessados em ciência e 62% em esportes. O meio ambiente é o tema mais “popular”, com 83% de interessados e muito interessados. Em 2006, o percentual era de 58%. Em seguida, aparece medicina e saúde, com 81%. Apenas 59% declararam-se interessados ou muito interessados em arte e cultura. “O fato do tema do meio ambiente ter ultrapassado medicina e saúde é um dos aspectos mais marcantes da pesquisa”, disse Moreira.

Segundo Moreira, no entanto, as respostas sobre o interesse pelos diversos temas oferecem certa ambiguidade, já que as pessoas têm concepções diferentes sobre o que é ciência, arte, ou cultura. Para superar essa incerteza, seria preciso utilizar métodos qualitativos em um estudo com grupos focais.

“Neste tipo de enquete conseguimos fazer uma apreciação geral e nacional. Se por um lado perdemos em profundidade, ganhamos em generalidade – e como há várias questões, a incerteza em relação aos conceitos é amenizada. Um aspecto importante foi que formulamos as questões dentro de padrões internacionais e, com isso, poderemos no futuro fazer comparações com outros países”, disse.

Os assuntos preferidos entre os 65% interessados ou muito interessados em ciência são ciências da saúde (30,3%), informática e computação (22,6%), agricultura (11,2%), engenharias (8,4%), ciências biológicas (6%). Temas como matemática, física, química, ciências da terra, ciências sociais e história ficam com percentuais entre 3% e 4%. Astronomia e espaço tem 1,6%.

Entre os que declararam não se interessar por ciência e tecnologia, a maior parte, 36,7%, alegou como razão para o desinteresse que “não entende” o assunto. Mais de 36% alegam que visitam museus e não participam de eventos científicos porque eles não existem em sua região.

“Grande parte dos brasileiros declara não ter acesso a eventos e museus. De fato, a densidade de instituições científico-culturais é muito pequena, especialmente no Norte, no Nordeste e no Centro-Oeste. Entretanto, a visitação e participação em eventos científicos aumentou em relação a 2006”, disse Moreira.

Embora diversas respostas, segundo Moreira, tenham revelado uma visão madura do público em relação à ciência, algumas delas chamam a atenção para o desconhecimento sobre o tema.
Uma parcela de quase 82% dos entrevistados não soube citar nenhuma instituição de pesquisa científica no Brasil. Entre os demais, 23,5% citaram o Instituto Butantan e 12,1% citaram o Instituto Oswaldo Cruz. Mais de 87% não souberam citar nenhum cientista brasileiro importante. Entre os demais, 40% citaram Oswaldo Cruz e 29% citaram Carlos Chagas.

“Trata-se, sem dúvida, de uma deficiência associada à precariedade da escola, tanto no ensino básico como na universidade. Os livros não têm conteúdos sobre o que foi feito na ciência nacional.

A mídia em geral também não dá destaque a isso e é muito mais pautada no exterior – com boas exceções”, disse Moreira. Houve avanços, no entanto, na apreciação dos brasileiros sobre a ciência nacional desde 1987, quando mais da metade dos entrevistados a consideravam atrasada em relação ao contexto mundial.

“A apreciação que é feita hoje é bem realista e coloca a ciência nacional em um patamar intermediário – onde de fato ela está. Hoje apenas 26% acham que temos uma ciência atrasada”, disse. Quase 50% dos entrevistados consideram a ciência brasileira em um patamar intermediário e 19,7% a julgam avançada.

Com desejos que a terça-feira seja gostosa, adito o convite para edição de amanhã. Até então

10 comentários:

  1. Bom dia, Professor!
    =]
    Ahhh!Ainda não me aventurei no Facebook, mas vejo que não terei alternativa futuramente!
    hehehe!
    Muitas pessoas estão fazendo o mesmo que a Adriana, se deslocando do orkut para o facebook e, com essa 'brincadeira' já perdi muitos contatos.
    .
    Uma ótima semana ao senhor!
    .
    p.s.1.:gostei da nova foto no perfil!^^!
    p.s.2.:como estão as chuvas por aí?!
    .

    ResponderExcluir
  2. Aaaah!Já ia me esquecendo!
    Tive o privilégio de ser entrevistada por um jornal local aqui do Estado de Goiás, acerca do ano internacional da Química, e de novas formas de ensino.E, como falaram do meu blog, gostaria de deixar o link aqui para o senhor ler depois; pode ser?!
    Um mol de abraços!
    ^^!
    Segue o link:
    http://www.tribunadoplanalto.com.br/edicoes-anteriores/folheie-o-jornal/category/index.php?option=com_flippingbook&view=book&id=107:escola-26122010&catid=42:26122010&tmpl=component

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Professor! Puxa, são tantas as redes, que se conectar em todas dificulta as relaçoes, hehehe

    O senhor poderia incluir aqui no blogue uma enquete relacionada a informações sobre Ciência, heim? a cada dia uma, e a resposta no outro dia, ou no final da semana... ã?

    abraço!

    ResponderExcluir
  4. Muito querida Thaiza,
    primeiro celebra tua presença aqui! Como está a Ellen? Resisti ao Facebook, mas por enquanto não estou gostando. Sofro uma inundação de coisas na minha página.
    As chuvas em certas regiões estão boas, mas em outras prossegue a estiagem.
    Um afago carinhoso do
    attico chassot

    ResponderExcluir
  5. Thaiza querida,
    olhei a revista. Muito requintado o seu ‘folhear’. Parabéns por tuas precisas e oportunas recordações acerca do AIQ-2011
    Um afago com admiração do
    attico chassot

    ResponderExcluir
  6. Muito querida Marília,
    realmente é grande a chance de nos enredar na internet.
    Gostei de tua sugestão. Vou tentar implementá-la.
    Aguardo sugestão de perguntas.
    Afagos com saudades
    attico chassot

    ResponderExcluir
  7. A Ellen está ótima!
    Está começando a entrar na fase 'bolinha'!
    Rsssss!
    Está com umas bochechas liiindas!!
    ^^!
    E a saúde está "100% natural sem conservantes"!
    hehehe!!
    []'s

    ResponderExcluir
  8. Aaah sim!
    Obrigada por prestigiar o Jornal!
    =]

    ResponderExcluir
  9. Oi Mestre, aproveitei a dica e já fui conferir o site da Adriana Rossi, realmente o pc nos oferece muitos brinquedos digitais \o/ E que bom, pq podemos interagir mais e melhor com os nossos amigos de perto e de longe, uma revolução!!!

    E quanto ao interesse pela ciência, só me chateia que ainda há muitos que relutam em crê que a História seja também ciência!!!

    ResponderExcluir
  10. Muito querida Pandora,
    anexo esta resposta também para a querida Adriana, para que saiba de tua visita ao PaleoKids, que serve muito para nós adultos.
    A História é uma Ciência que tem singularidades e metodologias como a Matemática, a Química etc.
    Sabes que dia 28 estarei em Olinda para uma palestra no colégio Santa Emília.
    Um afago com admiração
    attico chassot

    ResponderExcluir